Coaching dá dicas sobre como tirar as metas do papel em 2016

0

alessandra_consultarh1 Todo final de ano é a mesma coisa: dezembro começa de forma assustadora, com mil  compromissos, eventos e metas no trabalho. E mesmo no meio desse turbilhão, muitos  refletem sobre o que passou e o que gostaria de mudar no próximo ano. Fazer um novo  curso, investir mais tempo em um hobby, melhorar a alimentação, conseguir incluir –  de uma vez por todas – a atividade física na rotina, viajar mais, passar mais tempo com a  família… Enfim, os planos são sempre muitos e variados. E que atire a primeira pedra  quem nunca se viu cheio de ideias no começo do ano, com motivação total, e depois,  com a correria do dia a dia, ver os planos irem por água abaixo…

“É difícil e trabalhoso mudar, principalmente quando falamos de hábitos. Vivemos em  uma corrida contra o tempo e esse ‘piloto automático’ é um dos grandes vilões dos  nossos projetos”, afirma Alessandra Vieira Fonseca, consultora organizacional e sócia-  proprietária da ConsultaRH – Coaching e Treinamentos. Ela cita que é cada vez maior o  número de clientes que procuram ajuda no processo de coaching para que os planos  definitivamente saiam do papel e se transformem em ação, já que o engajamento inicial costuma durar pouco. Por isso, Alessandra listou algumas dicas práticas que podem ser aplicadas em diversos setores da vida, trazendo resultados efetivos ao longo do ano. E afirma que esse é realmente um bom momento para essa reflexão, pois enxergamos o início de um ano como um novo ciclo, o que nos torna mais dispostos a estabelecer objetivos e cumpri-los.
1) Definição de foco: comece devagar. É melhor listar três metas para 2016 e, conforme for conquistando-as, estabeleça novas metas. Não adianta elencar 15 itens se sua vida é corrida e você mal tem tempo de pensar. Você ficará perdido, atirando para todos os lados, e o processo será bem mais complexo. Portanto, tenha foco!
2) Estabeleça metas mais específicas: isso te ajudará a ter mais foco. Por exemplo, ao invés de ter como meta “emagrecer em 2016”, troque por “perder x quilos em x meses”. Outro exemplo: ao invés de “juntar mais dinheiro”, troque por “reservar 10% do meu salário todo mês”. Resoluções mais específicas são mais fáceis de cumprir, pois te orientam em relação ao objetivo final;
3) Gestão do tempo: esse é um dos itens mais relevantes para que você consiga colocar seus novos planos em prática. Identifique quais são seus desperdiçadores de tempo (alô, redes sociais!), utilize seus economizadores de tempo (já viu aquelas pessoas que preferem abastecer o carro de pouco em pouco ao invés de encher o tanque de uma vez?), faça uma agenda. Aqui também temos que falar de organização: aproveite o começo do ano e organize sua vida, suas coisas, tudo. Organização gera economia de tempo – e tempo é dinheiro!;
4) Criação de um cronograma realista: planeje sua rotina de forma a incluir horários para a realização dos seus novos planos. Pode ser uma hora por semana de dedicação, mas é importante estabelecer uma agenda realista, considerando metas e prazos condizentes com seu estilo de vida. Não adianta querer emagrecer 10kg em um mês se você não faz atividade física e não se alimenta bem, por exemplo. E comprometa-se com essa agenda (lembre-se: o comprometimento é uma escolha!);
5) Mensuração de resultados: estabeleça metas factuais e avalie seus resultados. Não está atingindo o que gostaria no tempo que imaginou? Reveja seu plano, seu cronograma e ações. Só não vale deixar para fazer isso em dezembro de 2016, aos 45 minutos do segundo tempo. Faça revisões periódicas dos seus objetivos e realizações e, se necessário, estabeleça pequenos passos de cada vez;
6) Compartilhando os planos: sua meta é economizar mais em 2016? Peça ajuda para aquela amiga da área financeira, que controla cada centavo gasto e tem vários aplicativos no celular. Compartilhar seus planos com as pessoas queridas é uma forma de receber apoio e aliados nessa jornada. E não hesite em procurar ajuda técnica: um profissional de coaching, por exemplo, pode ajudar (e muito!) para que uma meta que pareça distante, como mudar de carreira, torne-se mais realista;
7) Sonhe: não deixe de sonhar! Ter metas que façam nossos olhos brilharem torna a jornada mais prazerosa a cada etapa conquistada. E isso faz a vida mais feliz!
Alessandra ainda recomenda que você realmente reserve alguns minutos desse início/começo de ano para essa reflexão. Dedique um tempo para desenhar sua transformação de ano novo. No final de 2016, será incrível ver sua evolução! Afinal, como dizia Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

 

 

Compartilhe.

Deixe um Comentário