Colômbia é a nova querida do turismo para brasileiros

0

O dólar em alta tem tornado as viagens para os Estados Unidos e Europa cada vez mais distantes do brasileiro, neste momento. Ao mesmo tempo, países da América do Sul tornam-se mais convidativos já que o câmbio não deixa nosso real tão enfraquecido. A Colômbia é um destes países e reserve verdadeiras pérolas para o turismo, a exemplo de Cali. Conhecida como Santiago de Cali, a cidade está cravada entre a cordilheira ocidental e a cordilheira central dos Andes, nas margens do Rio Cauca.

Casal

Cali, na Colômbia, é conhecida como a capital mundial da Salsa

A vibrante capital do Vale do Cauca é o epicentro da salsa, onde estão os melhores artistas do ritmo e acontecem os maiores festivais de dança do mundo. Cali preserva há mais de meio século o famoso título de “capital da salsa”, com reconhecimento mundial. O ritmo latino de origem cubana embala a elegância dos movimentos e o sincronismo dos passos aéreos em compassos rápidos, precisos e sensuais. Anualmente, em setembro, é realizado o Festival Mundial de Salsa, um show do qual participam escolas e academias de Cali e de muitas outras cidades, inclusive do exterior. Os bailarinos campeões e as melhores orquestras de salsa do mundo concentram suas energias para se apresentarem nesse grande evento, que move os corações dos salseiros e conquista o público com o brilho de uma dança muito envolvente.

Desde 1957, em dezembro, a cidade sedia a Feira de Cali, que está entre os melhores festivais de música da América Latina, e conta com a presença dos artistas mais famosos de música tropical. Durante cinco dias, o evento carrega a tradição calenha e se torna um grande espetáculo, principalmente, pela grandiosa abertura com a maior exibição de salsa do mundo no Salsódromo, onde participam cerca de 1.300 bailarinos. A feira é enfeitada por flores e começa com uma apresentação de cavalos, seguida pelas carroças antigas e carros clássicos, concertos, corridas de touro, concursos de beleza, gastronomia e desfiles de moda.

O ritmo intenso dá abertura para as noite quentes na cidade de clima tropical, principalmente, ao som da salsa. As casas noturnas recebem diversas orquestras e os melhores intérpretes latinos. O Parque del Perro é região que não deixa faltar opções para se divertir em Cali, com muitas baladas, bares e restaurantes. A vida comercial se encontra no centro da cidade, na importante Praça de Caicedo, que foi nomeada em homenagem ao herói de Cali Joaquin Caicedo y Cuero.

Turismo religioso

Cali possui muitos pontos turísticos religiosos de grande destaque. A Igreja Ermita, símbolo da cidade, foi construída entre 1930 e 1948, apresenta um estilo gótico e é composta por ornamentos de outras partes do mundo.

A Catedral de São Pedro é considerada um Patrimônio Histórico Nacional, pois se manteve intacta após a passagem de diversos terremotos. Há também a Igreja de Santo Antonio, o Templo de São Francisco, além de muitos conventos visitados em função das suas impressionantes paisagens.

Principais pontos turísticos

A amabilidade dos calenhos atrai os turistas para conhecer o Rio Cali, que atravessa as paisagens de toda a cidade e divide a parte antiga colonial da área mais moderna. Ao sul do rio está o centro histórico, onde se conserva a La Plaza de Caicedo, cercada por edifícios históricos e modernos. Essa zona é considerada a mais importante da capital.

O Estádio Olímpico Pasdral é um importante complexo esportivo que fez de Cali a “Capital Esportiva da América”. Conhecido como El Pascual, comporta 45.000 torcedores e sediou muitos eventos importantes como os Jogos Pan-Americanos de 1971, Copa América 2001 e os Jogos Mundiais em 2013.

É possível também apreciar lugares como o Teatro Municipal Enrique Buenaventura, que tem uma belíssima arquitetura italiana. O Museu Simón Bolívar onde está enterrado o cavalo de Bolívar, chamado “Palomo”. E o Cristo Rei que possui 26 metros de altura, localiza-se no alto do morro Los Cristales, onde é possível deslumbrar-se com uma vista panorâmica da cidade de Cali. A capital se caracteriza pela produção de açúcar, que gerou muitas riquezas, e por isso majestosas fazendas existem ainda hoje, sendo que algumas foram até transformadas em museus.

Compartilhe.

Deixe um Comentário