Liderança feminina: seu pior inimigo pode ser você

0

*por Roberto Paes

A ascensão profissional de uma mulher passa por uma série de fatores que estão fora de seu controle, como, por exemplo, o “machismo corporativo”. Porém, existem questões que atrapalham e estão diretamente ligadas a ela, funcionando como uma espécie de “trava pessoal”. Algo parecido com autossabotagem. Estas “crenças limitantes” são conceitos que nos impedem de fazer algo que desejamos por, simplesmente, acharmos que aquilo que queremos é errado e, em função disso, passamos a trabalhar contra aquilo que dizemos que queremos, de forma inconsciente, produzindo ações que vão totalmente contra aquilo o que pretendemos.
Certa vez, atendi uma paciente que trabalhava em uma escola renomada e não lhe faltavam chances de conseguir uma promoção. No entanto, ela sempre arrumava dezenas de “desculpas” para não ser promovida. Ela me disse que vinha de uma família pobre e de pessoas que tiveram pouca chance de estudar. Ela era, segundo seu relato, a única que alcançou algum destaque intelectual e, de certa maneira, se sentia mal com isso. Indo mais fundo no assunto, ela me disse que tinha muito medo de crescer na carreira, se destacar e ser rejeitada pela família.
Assim como esta paciente, muitas mulheres alimentam “crenças limitantes” que as impedem de seguir em frente e alcançar o sucesso. Algumas dizem com todas as letras que não são “tão inteligentes quanto gostariam”, outras acreditam que se crescerem na profissão e ganharem mais que seus parceiros, podem acabar com o casamento, entre um milhão de outros motivos. Que tal você parar um pouco para pensar nas suas crenças limitantes e destruí-las.

Roberto Paes é formado em psicanálise pela Sociedade Brasileira de Psicanálise (SBPI) e possui vários cursos de especialização em teoria freudiana e lacaniana. Atualmente, atende em seus consultórios na cidade de Santo André e São Caetano do Sul e também em outras localidades no Brasil e no exterior através da Internet.

Compartilhe.

Deixe um Comentário