Seis lugares para conhecer em Embu das Artes

0

* Por Adriana Lage

 Além da tradicional feira de artesanato que acontece aos finais de semana e feriados, Embu das Artes está repleta de ateliês, lojas de móveis e decoração. Também tem cantinhos especiais para aproveitar um bate e volta de São Caetano do Sul, a pouco menos de 70 Km de distância.

viela_das_lavadeiras_credito_Adriana_Lage

Viela das Lavadeiras

 

 Viela das Lavadeiras
 Um discreto portão azul na Rua Boa Vista revela a estreita passagem que desce até a Rua Siqueira  Campos no centro histórico de Embu. Murais coloridos, flores e esculturas enfeitam a ruela,  endereço de antiquários, empórios e lojas de móveis e decoração.

 A Baronesa
 A loja de dois andares na Rua Joaquim Santana vende belíssimos artesanatos de variados temas e  tamanhos. Mesmo que seja apenas para olhar, vale a pena entrar e apreciar tanta beleza. Difícil  será sair sem uma sacola.

Museu de Arte Sacra
Instalado no antigo convento jesuítico construído na virada do século 17-18, o museu é um exemplar de construção em taipa de pilão. O acervo possui peças dos séculos XVII ao XX e proporciona uma viagem de volta ao tempo da catequização indígena.

O Garimpo
O restaurante mais tradicional da cidade fica numa casa colonial do século XIX com decoração estilosa e serve menu variado com o que existe de melhor da cozinha brasileira e internacional. Feijoada e moqueca estão ao lado de fondues e pratos alemães. Em dias bonitos, escolha uma mesa à varanda e, no frio, próxima à lareira.

templo_odsal_ling_credito_Adriana_Lage

Sessões de meditação em Templo Budista também é atração na região

 

basilica_nossa_senhora_do_rosario_de_fatima_credito_Adriana_Lage

Próximo do Tempo Budista está a Basílica de Nossa Senhora do Rosário

Centro budista tibetano Chagdud Gonpa Odsal Ling
Entre Embu e Cotia, seguindo pela Estrada Capuava, ergue-se o Templo Odsal Ling, cercado de muito verde, construído segundo orientação de Chagdud Gonpa, que trouxe tibetanos para trabalharem na obra. Aos finais de semana há prática de Tara Vermelha e sessões de meditação. Um budista voluntário está sempre à disposição para guiar os visitantes e falar sobre o lugar, os símbolos e a filosofia budista.

Basílica Nossa Senhora do Rosário de Fátima
A apenas 140m adiante do templo budista, está a igreja do Centro Mariano dos Arautos do Evangelho. Consagrada como basílica em 2015, arrebata corações de qualquer pessoa independente de religião. A arquitetura gótica, o interior com pé direito alto, longos vitrais trabalhados, e paredes, arcadas e colunas pintadas com cores vibrantes tornam este um lugar dos deuses. A visita guiada é gratuita e há um lindo presépio para visitar também. Aos sábados e domingos, celebram missas com canto gregoriano.

* Adriana Lage é editora do portal de viagem Shop & Travel Guides (http://shopntravelguides.com/) e elabora roteiros de viagem há 20 anos.

Compartilhe.

Deixe um Comentário